Por que ter um antifraude no meu e-commerce?

Por que ter um antifraude no meu e-commerce?

Tal como qualquer negócio offline, os e-commerces também estão sujeitos a roubos e fraudes, que resultam em prejuízos para você.

Apesar de muito mais seguros que a maioria das lojas físicas, os e-commerces podem ser vítimas de fraudes de pagamentos. Principalmente cartões clonados.

E os números são alarmantes. Enquanto cada vez mais pessoas aderem às compras online, cresce também o número de vítimas de cartões clonados ou até mesmo pessoas de má fé que compram em e-commerce e depois pedem o dinheiro de volta.

Mas como fugir desses crimes e garantir que o seu negócio não perca dinheiro? Através de um sistema anti-fraude para e-commerce!

 

Como o seu e-commerce pode ser roubado?

 

Os crimes online envolvendo fraudes de cartão de crédito são cada vez mais comuns. Estima-se que só no Brasil, cerca de 33% das pessoas que possuem cartão de crédito já tiveram o seu cartão clonado e foram vítimas de fraudes semelhantes.

Toda vez que um episódio desse acontece, a empresa que efetuou a venda por cartão clonado terá que arcar com os custos e devolver o dinheiro para a vítima do roubo. Ou seja, você se torna tão vítima quanto o comprador que sofreu com o cartão clonado!

Apesar disso, nem todo roubo realizado em seu e-commerce é por via de cartão clonado. Atualmente, existem 3 tipos de fraudes online:

 

Fraude efetiva

 

Essa é a modalidade mais comum e conhecida. Ocorre toda vez que alguém compra em seu e-commerce usando um cartão clonado. O dono verdadeiro do cartão observa compras não realizadas em sua conta de cartão de crédito, e solicita ao banco estorno. Nesse processo, quem paga o estorno é você, dono do e-commerce.

 

Auto fraude

 

Aqui, o seu cliente realiza uma compra,recebe o produto e, aparentemente, todo o processo foi concluído. Apesar disso, quando já está com o produto em mãos, o cliente finge que não realizou a compra e denuncia um roubo, ganhando o dinheiro de volta e ficando com o produto.

Hoje em dia, tecnologias podem ajudar a detectar se o cliente foi mesmo responsável pela compra, por exemplo.

 

Fraude amigável

 

Esse caso é o menos comum. Aqui, algum parente ou amigo do cliente realiza compras usando o cartão sem avisar. De forma que quando o cliente recebe a fatura do cartão, não identifica as compras e pede estorno.

Em todos os três casos, temos uma coisa em comum: você, dono do e-commerce, recebe a transação normalmente, envia o produto e depois precisa estornar o dinheiro de volta para o cliente.

Ou seja, você perde não apenas o dinheiro da mercadoria, mas também o investimento com embalagem do produto e transporte.

 

Como os sistemas antifraude podem te ajudar

 

O que um sistema antifraude faz é aumentar as possibilidades de verificação de uma compra antes de concluí-la.

Em outras palavras, ele usa estratégias que forçam o cliente a comprovar que é realmente dono daquele cartão ou que está realmente efetuando uma compra em sua loja.

Isso é possível através da solicitação do código de segurança do cartão de crédito, por exemplo, ou até mesmo através do rastreamento da origem de compra.

Todas essas medidas além de dificultar a compra por cartão clonado, também torna mais difícil que o próprio cliente realize compras e depois peça estorno.

Dentre outras medidas, os sistemas antifraude no e-commerce também verificam o histórico de compra dos clientes dentro do site. Observam o endereço que o cliente tem registrado no banco que emitiu o cartão e compara as informações tentando verificar se está havendo uma fraude de cartão de crédito.

Já possui uma loja física e quer ampliar seus canais de vendas sem perder o controle do estoque ?

Solicitar Proposta de E-commerce

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *