Stephen Hawking: grande cientista, gigante da humanidade

Stephen Hawking revolucionou a ciência com “A Teoria de Tudo” e “Uma Breve História do Tempo”

 

O mundo acordou triste na última quarta-feira (14). Um dos maiores gênios da atualidade – Stephen Hawking – faleceu aos 76 anos.

Hawking havia sido diagnosticado com esclerose lateral amiotrófica (ELA) quando tinha apenas 21 anos de idade. Na época, os médicos disseram que ele viveria apenas por 2 anos. No entanto, ele se mostrou forte e quebrou todas as expectativas, vivendo até os 76.

Esse grande nome da ciência foi também revolucionário por tentar entender o Universo e a “Teoria de Tudo“, nome que também foi dado ao filme que retratou sua história em 2014.

Quando criança, Hawking era chamado de “Einstein” pelos colegas de escola. Coincidência ou não, o cientista faleceu no aniversário de Albert Einstein. Além disso, Hawking nasceu no dia em que a morte de Galileu Galilei completava 300 anos.

Stephen, junto a seu colega Roger Penrose, estudou a fundo a teoria da singularidade do espaço-tempo. Para os dois físicos, a teoria dos buracos negros poderia ser aplicada em todo o universo. Hawking acabou descobrindo que os buracos negros não são vazios. Eles explodem e emitem energia em forma de radiação. Sua obra, “Uma Breve História do Tempo“, lançada em 1988, explica a sua teoria e se tornou um bestseller.

Stephen também se preocupava com os leigos. Ele queria que todos fossem capazes de entender sua teoria. Assim, ele lançou o livro “Uma Brevíssima História do Tempo” no ano de 2005. O livro possui uma linguagem “mais fácil” e mais acessível aos mais leigos.

Apesar de seu diagnóstico, Stephen Hawking planejava se casar com Jane Wilde. O casamento aconteceu, em 1965, e o casal teve dois filhos.

Stephen estava determinado a não deixar que nada o atrapalhasse. Mesmo quando perdeu sua voz após contrair pneumonia, ele começou a utilizar um sintetizador de voz acoplado a sua cadeira de rodas. Assim, o sintetizador era capaz de ditar as frases que o cientista escrevia.

Hawking se tornou doutor em Física Teórica e Cosmologia pela Universidade de Cambridge. Lá, ele pesquisou sobre a “Teoria de Tudo”. Para ele, a teoria permitiria que a humanidade conhecesse a mente de Deus.

O cientista chegou a obter a titularidade da cátedra Lucasiana de Matemática Aplicada e Física Teórica, ocupada por Isaac Newton. Essa é considerada a mais importante de Cambridge.

Infelizmente, o cientista veio a falecer no dia 14, em sua casa. Seus filhos emitiram um comunicado comentando a morte do pai: “Estamos profundamente tristes pela morte do nosso pai hoje. Ele era um grande cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado viverão por muitos anos”.

 

Hoje completa 1 semana da morte desse grande gênio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *